Artigos

Cuiabá alinha plano para plantar 300 mil árvores

 Happy Dog Picture

Cuiabá alinha plano para plantar 300 mil árvores Foto: Assessoria de Comunicação do Instituto Ação Verde

O prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, participou nessa sexta-feira (23) de uma reunião de alinhamento operacional das ações do projeto “Verde Novo 300”, implantado na Capital por meio de uma parceria entre o Executivo municipal, o Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJ-MT), representado pelo Juizado Volante Ambiental (Juvam), e o Instituto Ação Verde. O encontro foi um importante passo para a definição das estratégias de atuação e o papel de cada uma das instituições dentro da execução das atividades propostas pelo projeto. 

Idealizado pelo Poder Judiciário, o “Verde Novo 300” conta com um Termo do Cooperação Técnica assinado, em dezembro de 2017, entre as três entidades, com o objetivo de potencializar as práticas de arborização, devolvendo para a capital mato-grossense o histórico título de “Cidade Verde”. Para isso, o Município, o TJ-MT, e o Ação Verde optaram por reunir seus esforços em torno de uma meta em comum: o plantio de 300 mil árvores em comemoração aos 300 anos de Cuiabá. 

“É uma ação que nasceu destinada ao sucesso e a tocar a alma da população cuiabana sobre a importância do cuidado como o nosso meio ambiente. Essa é a base de todo trabalho que as três instituições já vêm realizando ao longo dos anos. Agora, sentimos a necessidade de ordenar a atuação de cada um dos envolvidos, para mostrar que estamos completamente envolvidos nessa parceria. Com isso, tenho a plena convicção de que vamos conseguir atrair novos parceiros para que esse programa seja um marco para nossa Capital”, explicou Emanuel Pinheiro. 

Conforme acordado no encontro, a coordenação do projeto continua sob a tutela do Juizado Volante Ambiental, representado pelo juiz titular Rodrigo Curvo, contando com o apoio executivo do Instituto Ação Verde, organização com vasta experiencias em ações desta natureza. A Prefeitura, por sua vez, também terá um imprescindível papel de colaboração através da atuação contínua das secretarias municipais de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Serviços Urbanos, e da Secretaria Extraordinária dos 300 anos. 

“Foi um passo fundamental para que tenhamos clareza sobre qual será o papel desempenhado por cada um dos representantes do Juvam, da Prefeitura, e do Ação Verde, dentro da nossa ousada meta. O encontro foi muito proveitoso, na medida em que conseguimos ter essa definição e já estamos desdobrando as ações, visando contemplar os espaços públicos e também privamos com o plantio. Esse alinhamento permite um engajamento maior entre os parceiros, facilitando o alcance do índice de arborização adequado para nossa cidade”, comentou o juiz Rodrigo Curvo. 

O superintendente do Instituto Ação Verde, Vicente Falcão, destacou que a partir da próxima segunda-feira (26) outras reuniões, com foco mais voltado para a execução, serão realizadas periodicamente, elencando assim as missões e tarefas que ficarão a cargo de cada um dos envolvidos. Ele ressaltou ainda que questões ligadas à preservação ambiental dentro de qualquer município não podem ser vistas como uma responsabilidade apenas do poder público. 

“Toda sociedade civil deve ter uma participação ativa e integrada em propostas deste tipo, afinal de contas, arborização também é questão de saúde pública. Hoje, para se ter uma ideia, já temos 24 mil mudas plantadas por conta das ações que estão em andamento. Tanto o Instituto Ação Verde quanto a Prefeitura e o Juvam já vêm atuando nesse sentido. Agora estamos condensando isso em um só projeto para maximizar os esforços e recursos empregados”, finalizou o superintendente. 

Também estiveram presentes na reunião os secretários municipais de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, Juares Samaniego, de Serviços Urbanos, José Roberto Stopa, além do diretor-presidente do Instituto Ação Verde, Lidio Moreira dos Santos.