Artigos

Inventário de emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE)

 Happy Dog Picture

SELO NÚCLEO DE CARBONO Foto: Assessoria de Comunicação do Instituto Ação verde

O Inventário de Emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) é um estudo quantitativo da emissão desses gases em uma organização, considerando seu atual cenário de funcionamento.

Realizar o Inventário de Emissões de GEE significa mapear, de forma estratégica, o perfil das emissões de carbono de sua organização. Esse diagnóstico permite identificar quais são as atividades com maior índice de emissões de GEE, viabilizando a implantação de estratégias para redução das emissões. O Inventário de Emissões de GEE é o primeiro passo para desenvolver um cenário de baixo carbono.

O Instituto Ação Verde utiliza a metodologia de avaliação no mercado para realizar o inventário de GEE, a FERRAMENTA DE CALCULO GHG PROTOCOL BRASILEIRO compatível também com a norma ISO 14.064 e metodologias de quantificação do Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas (IPCC), que é uma das principais ferramentas de gestão para o controle das fontes de emissão de instituições e empreendimentos.

O Programa Brasileiro GHG Protocol (também denominado apenas como Programa Brasileiro) foi lançado em 2008 visando promover a gestão voluntária de gases de efeito estufa (GEE), através de capacitação técnica e institucional para a contabilização de GEE e a preparação de inventários no nível organizacional. Trata-se de uma parceria da Fundação Getúlio Vargas (FGV) e do World Resources Institute (WRI), apoiada pelo Ministério do Meio Ambiente (MMA), pelo Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (CEBDS) e o Conselho Empresarial Mundial para o Desenvolvimento Sustentável (WBCSD).

 

Neutralização de GEE

 

Após realizar o inventário coorporativo o segundo passo é neutralizar as emissões de GEE, que consiste em uma medida de ação voluntária que pode ser adotada por indivíduos e empresas, que desejam mitigar os danos causados ao meio ambiente por suas ações cotidianas, ou seja, pelas atividades exercidas que emitem gases causadores do Efeito Estufa na atmosfera.

 

Metodologia da neutralização

 

O Instituto Ação Verde realiza a neutralização dessas emissões através do plantio de árvores que são monitoradas. Para o cálculo do número de árvores plantadas para capturar 1 tonelada de carbono equivalente, são utilizadas metodologias aprovadas pelo IPCC (Painel Intergovernamental de Mudanças Climáticas). Lá é indicado o plantio de 7,14 árvores para cada tonelada, considerando os primeiros 30 anos da floresta.

 

 

A Plataforma de Negócios em Bens e Serviços Ambientais e Ecossistêmicos – PNBSAE/MT será o mecanismo qual irá dar visibilidade e transparência para delimitação da área qual será utilizada para a neutralização, assim recebendo um link online na rede mundial de computadores para amplo acesso e visualização.

 

 

Certificado de Neutralização de Carbono

 

As empresas que realizam o inventário de GEE e neutralizam suas emissões recebem o Certificado de Neutralização de Carbono com o selo de Empresa Responsável.

 

Benefícios do Inventário coorporativo e da Neutralização de GEE

 

Garante uma contribuição no combate ao aquecimento global – as árvores absorvem carbono durante o seu crescimento melhorando a qualidade do clima;

Garante a qualidade ambiental da população – melhoria na saúde dos indivíduos;

Conservação da biodiversidade – as árvores fornecem alimento e proteção aos animais;

Preservação do meio ambiente – conservação de recursos como água, solo e clima;

Aumenta a competitividade mercadológica: negócio sustentável;

Possibilita a participação no mercado de Carbono (Verificação de Créditos);

Conhecimento sobre as principais fontes de emissão coorporativa bem como adaptar e mitigar as emissões;

Incentiva a criação de empregos verdes e consolidação das empresas sustentáveis para uma economia de baixas emissões de carbono.