Notícias

300 mil árvores serão plantadas em Cuiabá

 Happy Dog Picture

300 mil árvores serão plantadas em Cuiabá Foto: Assessoria de Comunicação do Instituto Ação Verde

O projeto “Verde Novo – 300 mil árvores, Cuiabá 300 anos” foi lançado na manhã dessa quarta-feira (13/12) no Parque das Águas, onde ocorreu a assinatura do Termo de Cooperação Técnica que tem a finalidade de plantar 300 mil árvores no município. O documento foi assinado pelo Poder Judiciário de Mato Grosso, por meio do Tribunal de Justiça e do Juizado Volante Ambiental de Cuiabá (Juvam), Prefeitura de Cuiabá e Instituto Ação Verde.

No lançamento do projeto foi realizado o plantio das primeiras mudas de espécies florestais e houve também a distribuição de mil mudas para os participantes do evento.

Com o objetivo de recuperar o verde da capital mato-grossense, o projeto pretende plantar 300 mil árvores até a data de comemoração dos 300 anos de Cuiabá, no dia 8 de abril de 2019.

De acordo com o Juiz Rodrigo Curvo, a meta inicial é a arborização das escolas por meio de visitas técnicas e construção de áreas verdes, como bosques e pomares. “A participação dos estudantes no plantio dessas árvores, contribui para formação das crianças tornando-os multiplicadores naturais” relatou.

O Instituto Ação Verde irá atuar na execução dos trabalhos de campo, orientações técnicas, educação ambiental e fornecimentos das mudas de espécies florestais. “Iniciativas como esta são importantes. Vamos retomar o título de Cidade Verde”, afirmou Lidio Moreira dos Santos, presidente da instituição.

Vale destacar que além de promover a responsabilidade ambiental, o projeto pretende buscar parcerias e envolver a população, organizações sociais, empresas, instituições e o poder público para que as árvores sejam plantadas em toda cidade.

O evento teve a presença do desembargador-presidente do Tribunal de Justiça (TJMT), Rui Ramos, o juiz titular do Juvam, Rodrigo Curvo, o vice-governador e secretário de Estado de Meio Ambiente, Carlos Fávaro, o prefeito de Cuiabá, Emanuel Pinheiro, o presidente da Assembleia Legislativa, Eduardo Botelho e o presidente do Instituto Ação Verde, Lidio Moreira dos Santos, entre outras pessoas e instituições ligadas à preservação ambiental.