Notícias

Lançamento do Enipec é marcado por boas notícias

Mato Grosso está liberado para exportar carne para Rússia. A confirmação foi divulgada pelo governador Blairo Maggi, durante a abertura do 5º Encontro Internacional dos Negócios da Pecuária – Enipec, que aconteceu ontem (28), no Centro de Eventos, em Cuiabá. Maggi afirmou que a comercialização da carne para os russos retomam, após a descoberta da doença estomatite vesicular em cinco propriedades rurais no município de Cocalinho (750 quilômetros de Cuiabá). Após a confirmação da notícia uma reunião de trabalho foi realizada com o adido da Rússia, Ivan Shaytutchov, com representantes de frigoríficos, cooperativas e das associações de produtores de carnes para tratar de um assunto muito bem-vindo para o setor: o interesse da Rússia de aumentar as compras do produto de Mato Grosso.




Durante o discurso Maggi também comentou que vai encaminhar uma proposta ao governo federal que vise agregar novas linhas de ações entre pecuária e agricultura. Ele disse que durante o fórum dos governadores, que acontecerá esta semana em Belém, no Pará, vai sugerir ao governo federal que crie um programa de incentivo agrícola para que os produtores possam agregar a pecuária. "Aliar a agricultura e a pecuária é um processo natural que tem acontecido em muitas fazendas do Brasil", disse Maggi, que os resíduos da produção tem servido como um excelente complemento alimentar para o gado.





Em meio as discussões sobre a falta de alimento versos custos elevados dos insumos, o presidente da Federação da Agricultura e pecuária de Mato Grosso (Famato) criticou os apontamentos que tem sido disparado contra os produtores e contra o estado de Mato Grosso. "Elegeram-nos como réus sem direito a julgamento. Nosso crime é de produzir proteínas animais e vegetais, estranhamente, num momento em que o mundo clama por maior produção de alimentos", ponderou Rui Prado, presidente da Famato, ao alertar que muitos esquecem àqueles que não conseguem enxergar a produção agropecuária além da gôndola dos supermercados, que não existem outras fórmulas de manter a vida humana sobre a terra, sem que consumam proteínas, tanto animais como vegetais.





O deputado federal Homero Pereira, alertou para a discussão de que a sustentabilidade não deve ficar em torno do meio ambiente, e sim, no aspecto social no ponto de vista da distribuição de renda, abastecimento e geração de emprego; e no aspecto econômico no que tange os reflexos do aumento do custo dos alimentos e o aumento dos insumos agrícolas. Ele questionou a falta de discernimento do governo federal em restringir créditos a municípios mato-grossenses considerados os primeiros a serem colonizados. "O município de Vila Bela da Santíssima Trindade, considerada como a primeira capital do Estado, estar sobre restrições por compor o bioma amazônico", destacou.





Programação – Na programação de hoje o destaque vai para a palestra as "Tendências do Agronegócio", que será hoje (29.05). Nesta palestra estarão o diretor do Instituto de Agricultura Internacional da Universidade Michigan State (EUA), Hamish Gow (haverá tradução simultânea), e o professor da FGV, Mauro de Rezende Lopes. Na seqüência, virão as palestras específicas de apicultura, aqüicultura, avicultura, bovinocultura de corte e de leite, ovinocultura e suinocultura. Merece destaque também a palestra magna que será aberta às 14h com o ex-ministro da Agricultura, Alysson Paolinelli, que tratará sobre as estratégias de ação para estimular a integração agricultura e pecuária.





Às 13h, no auditório integrado – piso da Terra, será apresentado o diagnóstico sobre confinamento de Mato Grosso, cuja apresentação ficará a cargo do superintendente do Imea, Seneri Paludo.





Ainda à tarde, às 16h, no estande da Famato, no pavilhão da feira, será lançado o livro "Andropogon: o potencial inexplorado", do médico veterinário Zeno Albert , que se vale da experiência de mais de 25 anos de prática de campo para sintetizar uma série de recomendações técnicas para o estímulo ao cultivo da forrageira no Centro-Oeste.





Outro lançamento, às 19h, também no estande da Famato, será o diagnóstico da pecuária de corte de Mato Grosso.





Durante toda a tarde, segue a série de palestras setoriais das cadeias pecuárias.



Fonte: Assessoria FAMATO